O que um líder pode fazer pela saúde mental no trabalho

Saúde mental corporativaLeave a Comment on O que um líder pode fazer pela saúde mental no trabalho

O que um líder pode fazer pela saúde mental no trabalho


Aqui no blog nós já falamos sobre a grande importância da saúde mental no trabalho. Por exemplo, trouxemos dados que demonstram que nove em cada dez brasileiros no mercado de trabalho apresentam algum sintoma de ansiedade, seja de nível mais leve ou mais agravado.


Em um outro texto, conversamos sobre o que colegas podem fazer para auxiliar em uma boa saúde mental corporativa e o que fazer para ajudar alguém que está passando por dificuldades. Agora, vamos falar especificamente sobre líderes dentro do ambiente de trabalho. 


Apesar da saúde mental ser de responsabilidade coletiva entre todas as pessoas no ecossistema do trabalho, os líderes são uma peça fundamental. São essas pessoas que muitas vezes tem a maior possibilidade de executarem ações, que estão mais próximos das tomadas de decisões e que são figuras de autoridade dentro do ambiente de trabalho. Por isso, essas pessoas podem ter uma influência enorme na cultura de saúde mental corporativa.


O líder pode promover…

  • Autonomia


É papel do líder em um ambiente de bem estar mental promover a autonomia. Um dos sentimentos mais comuns dentro de um cenário de mal estar psíquico é o sentimento de impotência. Por isso, demonstrar confiança e promover um sentimento de autonomia é central para líderes.


Uma maneira de promover autonomia de forma prática é colocar os colaboradores em papéis significativos de tomada de decisão. Isso também envolve levar suas opiniões em conta de maneira séria. Não ficar gerenciando cada passo dos seus colaboradores e confiar em suas decisões é um passo importante para promover a autonomia e afastar os sentimentos de impotência que são tão relacionados com depressão e ansiedade.

  • Flexibilidade


Desenvolver um equilíbrio, e, mais ainda, uma integração entre a vida pessoal e profissional é essencial para uma condição mental saudável. Oferecer uma política de flexibilidade no trabalho permite que os colaboradores gerenciem todos os aspectos das suas vidas e é uma excelente prática. Esse tipo de ação não só vai facilitar o trato pessoal das pessoas com suas questões, como também gera um sentimento de confiança dentro da equipe. 


Flexibilidade no trabalho pode ser atingida de muitas formas. Ter liberdade para trabalhar horas flexíveis é uma maneira; ou então ter a possibilidade de trabalhar remotamente, como em casa ou em algum co-working. O importante é que bons líderes entendem que colaboradores que possuem flexibilidade e liberdade trabalham melhor e costumam apresentar um maior bem estar mental.

  • Confiança


Times que possuem altos índices de confiança entre si se sentem mais à vontade para compartilhar ideias. Esse tipo de ambiente é muito mais propício para troca de ideias, para o surgimento de pensamentos inovadores e também para um maior apoio entre os colaboradores.


Além disso, líderes que promovem a confiança dentro do ambiente de trabalho também apoiam uma boa saúde mental corporativa. Boa parte da prevenção de casos de transtornos psíquicos envolve comunicação. Portanto, a manutenção de uma boa saúde mental ocorre melhor em ambientes onde há maior propensão para conversar e onde há confiança e abertura ao diálogo.


Ideias de ações práticas…

  • Liderar pelo exemplo


Como líder, é importante que você demonstre uma preocupação não só com a saúde mental dos seus colaboradores, mas também com a sua. A melhor maneira de mostrar que há uma preocupação com o bem estar psíquico da empresa é pelo exemplo, mostrando o que pode ser feito.

  • Falar com membros do time que estão sofrendo


Líderes estão em ótima posição para perceber quando algo está errado. Nós já cobrimos as mudanças de comportamento que podem ocorrer quando alguém está sofrendo de algum problema de saúde mental. Assim como os colegas, o líder não está em posição de fazer um diagnóstico – esse é o papel de um profissional de saúde. No entanto, mostrar apoio e abertura para o diálogo é essencial. O papel do líder também não é tentar resolver! O objetivo dessa interação é iniciar a comunicação e abertura desse espaço de confiança.Também é importante demonstrar preocupação com o colaborador como ser humano, não simplesmente como um funcionário.

  • Considere fazer um anúncio sobre seu comprometimento com a saúde mental


Se engajar publicamente com a saúde mental do escritório, por exemplo, através de um comunicado ou reunião, além de ser uma ação de exemplo, ajuda a retirar um pouco do estigma que muitas vezes ronda a questão.

  • Coloque saúde mental na agenda


Além do anúncio, é muito proveitoso marcar conversas sobre saúde mental, trazer especialistas, realizar atividades. Assim, o discurso de preocupação com saúde mental se transfere para a prática e para o dia-a-dia da empresa.


Os líderes possuem mais responsabilidade


Como vimos, os líderes estão em posição privilegiada dentro das empresas. É claro que é responsabilidade de todos – colegas, donos, líderes, clientes – prezar pela saúde mental dentro do ambiente de trabalho. No entanto, uma das pessoas com mais poder de executar ações práticas é aquela em posição de liderança.


Muitas vezes, são questões simples; ações não precisam ser grandes gestos ou uma mudança radical na estrutura da empresa. Primeiros passos podem ser pequenos. O importante é iniciar um processo de transformação na cultura, para que aos poucos, mas cada vez, as empresas tenham uma preocupação – e tomem ação – para lidar com a saúde mental no ambiente de trabalho.

Deixe uma resposta

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: